O que gastar primeiro? (Artigo Convidado)

Esse é um post de convidados Planeja Seus Finanzas.com – Se tú está interessado em participar e escrever um artigo (ou mais) nessa página, consulte os requisitos nesse lugar.
Esse post o que gastar primeiro? está escrito por Ricardo Vega, que dispõe 20 anos de idade e estuda a carreira de Bacharel em Administração da Instituição Autônoma de Nuevo León, hoje em dia cursando o 8º. Semestre. Possui interesse em focos financeiros.
Algumas vezes, ao receber o dinheiro nos propomos a gastá-lo de forma adequada. Outros preferem malgastarlo em coisas desnecessárias ou que não ocupam. Portanto, é relevante possuir uma educação financeira, que permita amparar a planejar melhor nossas despesas para que, logo após, na quinzena ou semana (conforme seja a maneira de pagamento), que não sejam uma surpresa, como o típico já não tenho, se foi muito rápido, a quinzena ou semana, nem me atingiu, é que o dinheiro se foi bastante rápido, ou novas expressões do gênero.
É dessa forma que tive para escrever este artigo e espero continuar fazendo mais, todavia eu não tenho experiência de serviço (só fiz práticas profissionais e faço o meu serviço social). Estudo Administração e navegando me deparei com esta página que fala de assuntos financeiros e propus o foco como gastar o dinheiro, com apoio em minhas experiências.
A visão pessoal, é interessante possuir uma economia permanente, o qual possa servir para futuras contingências. Por conseguinte, tenho visto casos onde até mesmo as famílias, onde os dois membros principais trabalham e nem têm a gasolina do veículo que ambos usam (mesmo que tenham um fantástica trabalho e obter bem), entretanto pela hora de resolver em que gastar é onde surge a problemática. Não pensam naquilo que nos move diariamente.
De acordo com o ponto de vista pessoal, deve gastar de acordo com uma hierarquia que, de acordo com as situações que tenho observado me pus a desenhar (por ordem progressiva):
Quer encher o veículo de combustível ou em caso diferente, produzir um orçamento do transporte público que se usa, que no meu caso é usado um cartão pré-pago.
Considerável já que é o “combustível” de uma pessoa, produzir um orçamento de despesas de alimento ao período em que receber o pagamento (semanal, quinzenal). Outra dica é nem obter comida, é bem transportar qualquer coisa pronto de casa. Pela maior parte das vezes, é menos caro do que o caso antes explicado.
Do mesmo jeito que o são os serviços de água, claridade, gás, telefone ou televisão paga, além de despesas que, de acordo com a pessoa possa exibir-se como o jornal da residência ou dos filhos.
Isto inclui todos aqueles que são de uso particular, como os de higiene. Só o importante e montar listas de tudo o que, na verdade, ocupa-se, de acordo com a carência.
Esta podes ser uma quantia em conta de poupança, a qual podes ser de cinco% a dez%. Esse ponto pode mencionar-se a poupar para uma compra de peças de vestuário, a reparação da moradia, fundo para a compra de um automóvel, pagamento da escola, férias, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.