Cinco Informações pra Usufruir O Bônus

Dezembro é o mês em que todos os empregados recebem dinheiro extra. Aproveitar o bônus, dessa forma, é uma obrigação para com nós mesmos.
Algumas pessoas esperam essa renda com receio, já que esta compensação representa um tanto de oxigênio, o que lhes permite sair à tona em um recinto econômico tão difícil como o que está em nosso país. Outras esperam, com esse dinheiro, ter uma boa ceia de natal com a família e, se sobra, conduzir alegria pra os filhos através dos anelados presentes. Ambas são formas válidas de desfrutar o bônus.
Nessa época do ano, há também um tremendo bombardeio publicitário de diversos comércios, que nos convidam a gastar todo esse dinheiro, e comprar, além de recentes dívidas com a promessa de que tú poderá pagá-las “aos doze meses sem juros”. Alguns bancos, por outro lado, começam a promover os seus “investimentos de natal”, muitas das quais pagam taxas de fato ridículas, extremamente inferiores à inflação, que ao invés de somar acabam por perder poder de compra do nosso dinheiro.
Isto é, abundam os lugares e as maneiras que existem pra que desperdiciemos esse dinheiro.
Abaixo algumas ideias que nos permitem aproveitar o bônus de melhor, em benefício de nossas Finanças Pessoais.
1.
Saldar ou reduzir dívida. Quando anunciamos mensalão em nosso crédito hipotecário, ou pagamos alguma cartão de crédito, isso nos permite conter substancialmente os interesses que se criem no futuro, gerando então um benefício essencial em nosso patrimônio e no nosso plano financeiro a longo tempo. Essa é uma fantástica forma de aproveitar o bônus.
Por outro lado, pra clientes que na atualidade, infelizmente, foram atrasado em seus pagamentos, o bônus pode ser uma boa oportunidade (dependendo do caso) pra se aproximar de teu banco e voltar a um acordo que possa ser conveniente para ambas as partes, procurando que se reduzam ou cancelarem os juros e encargos de mora, se é que podemos oferecer um pagamento total.
2.
Acontecer alguma de suas nossas metas de curto ou médio prazo (alguma compra vasto planejada). Uma das maiores satisfações que poderá ter um indivíduo, e, sem dúvida, a melhor recompensa de conduzir as nossas finanças pessoais em ordem, é olhar nossas metas realizadas. Quando uma pessoa dispõe planos de aproveitar o bônus pra elaborar reparos em sua residência ou completar o valor necessário pra construir uma compra maior, é sério fazê-lo.
Mas, por este caso, é considerável nem entrar em dívida com o resto dos compromissos de natal, ou fazê-lo de uma forma inteligente, que nem implique uma deterioração de nossa situação financeira no futuro.
Três.
Começar ou complementar o nosso fundo para emergências. Como já disse em várias ocasiões, de um fundo para emergências é uma ferramenta indispensável para alcançar a tranquilidade financeira. São recursos que podemos dispor no caso de um “dia chuvoso”, como também é chamado. Um fundo para emergências nos dá constância no momento em que ocorre algum imprevisto, como uma doença ou um acaso (apesar de ter um seguro, a todo o momento há despesas adicionais nem abrangidos pelo mesmo).
Por outro lado, perante a situação económica que se vive nestes momentos, um bom fundo para emergências nos permite enfrentar, de uma forma bastante mais tranquila, uma potencial perda de emprego. Se nem o temos, ou nem está completa, podemos usufruir o bônus pra formarlo.
4.
Iniciar ou contribuir pra um Plano Pessoal de Remoção com Incentivo Fiscal. Do meu sinal de visão, esta é uma das mais perfeitas formas de aproveitar o bônus, ou no mínimo quota dele. Um plano pessoal de remoção é uma poupança a comprido tempo, que, além disso, dedutível na sua plenitude, até 10% de nossa renda anual com máximo de cinco Salários Mínimos Elevados ao Ano (aproximadamente cem.000.00 pesos em 2009).
Isso significa que, supondo que tributamos a taxa máxima que hoje é de 28% anual (subirá pra 30% em 2010), de cada cem dólares que toca a poupar, finanças nos remete 28 pesos em nossa declaração anual. Este é um desempenho instantâneo espaçoso, e significa que, na verdade, nós só estamos colocando nós 72 pesos, e o Governo o resto. Não há excelente negócio. Além disso, no instante do nosso retiro, existem estímulos fiscais adicionais.
O único inconveniente é que nem podemos tocar este dinheiro até completar sessenta e cinco anos de idade (se o fizermos antes, teremos que pagar o imposto sobre o assunto o valor que possamos excluir, à taxa que estiver em vigência no momento, já que a remoção é considerada uma renda acumulável). Todavia, um Plano Pessoal de Remoção é o veículo perfeito pra dar início uma poupança, tendo em visibilidade o objetivo pessoal mais interessante: o nosso retiro.
Cinco.
Investir para alcançar uma meta futura. Há pessoas que planejam desfrutar o bônus para uma meta futura: como por exemplo, pra unificar o engate de uma moradia. Nestes casos, é primordial investir em instrumentos que estejam de acordo com essa meta. Se a mesma está prevista em um tempo inferior a três – 5 anos, há que buscar instrumentos que sejam adequados pra este horizonte. E, acima de tudo, que possam, ao menos, conservar e aumentar o poder de compra de nosso capital.
Nem há que entrar no jogo de alguns bancos que oferecem benefícios adicionais com taxas reais negativas, já que nosso dinheiro vai perder poder de compra com o tempo. Lembre-se que os meses de dezembro, janeiro e fevereiro costumam ser de alta inflação, o que a deterioração do poder de compra tende a ser maior.
Como tú acha de aproveitar o bônus que tu recebe?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.